terça-feira, 31 de março de 2009

PENSE NISTO

QUEM VAI ME ACOMPANHAR NO PARTO?

Esta é uma dúvida que todas as gestantes tem. Vamos estudar um pouquinho esse assunto, fazer algumas considerações. Quando eu tive meus filhos quis apenas meus companheiros perto. Eu tive dois com o Ibsen (Iago e Iana) e um com o Renato, meu marido e pai de Ayrá Sol, a rapinha do tacho. Sinceramente, não gostaria que estivesse mais ninguém ali. Na verdade eu passava grande parte do trabalho de parto sozinha no banho, fazendo movimentos do yoga, respirações específicas. O primeiro foi um companheiro e tanto e esteve ao meu lado durante todo o trabalho de parto. Renato me ajudou com massagens e me acolheu nos momentos em que solicitei, principalmente nas horas finais quando a dor apertou mais. Os partos sempre foram rápidos, o primeiro durou 7 horas, o segundo, 5 horas, a terceira, 3 horas e, a última, 8h30, neste, já internei no início do trabalho de parto e o vivenciei no quarto da Maternidade Santa Fé. Na segunda filha, Iana, foi comigo o acupunturista, que me acompanhou durante a gestação e no trajeto para a maternidade, quando eu joguei ele e as agulhas para cima, chegando no hospital na hora da expulsão. Foi o tempo de sentar na cama e Iana nasceu na mesma hora, empelicada, dentro da bolsa.

Levo ou não levo minha mãe?

Se você é íntima e amiga da sua mãe, é a melhor companhia. A melhor doula. A melhor doula é a mãe, a tia, a amiga querida, alguém em que você confia. Eu não levei minha mãe porque não sentia intimidade com ela, nem à vontade para me expressar livremente no meu parto. Se você tem problemas de relacionamento com a mãe, melhor ir apenas com seu companheiro. Os hospitais públicos também oferecem as doulas comunitárias. São senhoras da comunidade de Belo Horizonte que se dispõem a doar algumas horas para acolher as gestantes do SUS. A Secretaria Municipal de Saúde tem capacitado as doulas. Eu dei aulas de Yoga para elas, mostrando exercícios que ajudam a doula a amenizar os desconfortos do parto. Duas maternidades em Belo Horizonte contam com as parteiras acadêmicas, enfermeiras obstetras, e todas muito femininas e muito amorosas. As parturientes do Sofia Feldman saem de lá com o coração cheio de gratidão, porque se sentem realmente amadas pelos profissionais que lá atendem.

O que é Doula?

A palavra é grega e significa ‘aquela que serve” ao nascimento. A verdadeira doula é acima de tudo doadora, humilde e preparada para dar acolhimento à gestante. Está treinada em técnicas de alívio para o parto. Talvez a melhor doula deva passar despercebida entre a equipe médica, no seu canto, silenciosa; deva ser percebida, isso sim, pela gestante, fazer com ela o diferencial. Se a doula intervir muito questionando procedimentos, corre o risco de ser inconveniente e mais um fator de tensão no momento do nascimento.

Existem Doulas Profissionais?

Sim. Elas estão preparadas para acolher a gestante antes, na hora e depois do parto. Estão tecnicamente preparadas, mas não podem interferir nos processos médicos Também ajudam no aleitamento materno e cuidados no pós-parto. Eu indicaria a Doula no parto no caso da gestante não ter o companheiro do seu lado ou alguma mulher da família e se sentir insegura no momento do parto. A doula pode ajudar a confortar, acalmar e também esperar com ela o andamento do parto, em sua casa. Perde-se nesse caso aquela solidão de que falei no início.
Sempre entrei em trabalho de parto de noite, acho que não conseguiria parir de dia. Parir é algo muito íntimo. Muito particular. Você deve meditar durante a gestação e perceber com quem você gostaria de vivenciar esse momento tão especial, único, mágico que é o momento de parir
Se precisar de uma conversa mais profunda, particular, pode se comunicar comigo pelo e-mail cleisesoares@yahoo.com.br ou pelo celular 8504.8838. Podemos também indicar doulas eficientes, caso faça essa escolha. Frequente as RODAS BEM NASCER e troque experiências com as usuárias e integrantes do movimento BH Pelo Parto Normal.
Acima de tudo, siga sua intuição..

Nenhum comentário:

Postar um comentário