domingo, 13 de novembro de 2011

Uma boa experiência de parto


Valéria é minha sobrinha e decidiu sair de São Paulo para ter seu filho aqui em Belo Horizonte. Sabia que a tia estava envolvida em projetos pelo parto humanizado e que tinha um médico em quem confiava, Dr. Marco Aurélio Valadares (que me assistiu em quatro partos). A grande parte do médicos diante do quadro da Valéria, indicaria uma cesariana. Ela tem 38 anos e já quebrou o quadril. Aqui em Belo Horizonte, ela foi assistida também pelo Hospital Sofia Feldman, em seu Núcleo de Práticas Integrativas e Complementares, do SUS. Bem preparada, mental, emocional e fisicamente, Valéria conquistou o parto dos seus sonhos. Eu tive a honra de acompanhar o seu processo, de estar ao seu lado nos últimos dias e de quase ver o nascimento. A burocracia do hospital não permitiu. O parto foi muito rápido e eu estava na recepção com a papelada. Quando cheguei, a encontrei ainda boquiaberta diante do Ian e o Marco Aurélio também encantado com o parto, ele não teve nem tempo de pôr a sua luva para receber Ian.
Na pediatria, fez uma consulta com a Soraya e também ficou encantada e agradecida pela disponbilidade dela em arrumar internação para o Ian no Santa Fé, que estava com icterícia. Comentou: "Em São Paulo jamais encontraria um atendimento tão personalizado como aqui".




Meu filho Ian, nasceu no dia 31/10/2011 às 07:14 da manhã, pesando 2960 e medindo 49cm. Meu parto foi um sucesso e aconteceu exatamente como gostaria.

Após duas semanas em Belo Horizonte, literalmente chocando, na casa da tia Cleise, preparando meu corpo, minha alma e minha mente. Através de muitas leituras, conversas e de práticas de yoga, acupuntura, auriculoterapia, auriculoacupuntura, escalda pés e massagem plantar, no Núcleo de Terapias Integrativas e Complementares do Hospital Sofia Feldman, que desenvolve um trabalho incrível com as grávidas e oferece todo o apoio para um parto natural, tudo gratuito.

Sábado 29/10 - participei da Roda Bem Nascer no Parque das Mangabeiras, onde assisti à palestra sobre o hormônio ocitocina e ouvi relatos lindos sobre partos naturais. Na tarde do mesmo dia fui almoçar com minha prima Tais, que veio passar o feriado comigo e me proporcionou dias incríveis.

Domingo 30/10 - fomos conhecer o Instituto Cultural Inhotim, em Brumadinho, um extenso acervo da Arte Contemporânea e um maravilhoso Jardim Botânico, que contou com a colaboração do paisagista Roberto Burle Marx. Foi um dia de muita caminhada pelos exuberantes jardins, contemplando as artes e a majestade da natureza.

Estava imersa na partolândia sem a menor noção de que na madrugada de segunda-feira 31/10 daria início ao trabalho de parto às 3h30 da manhã, e já em ritmo acelerado, minhas contrações foram intensas desde o início e seus intervalos irregulares de 5min, 3min, 2,min, 1min, 4min intervalos muito curtos, eu muito calma fiquei no meu quarto, fui relaxar no chuveiro e às 5h30 minha tia Cleise acordou e abriu a porta do meu quarto para saber porque estava com a luz acesa, relatei o que estava acontecendo e ela me perguntou se já havia comunicado minha doula e meu médico, disse que não que poderíamos esperar até o dia amanhecer, mas ela preocupada ligou para o Dr. Marco Aurélio, que achou que deveria me avaliar imediatamente, fui de carona para o hospital com ele mesmo, que passou para nos pegar às 6h30, entrei com ele na maternidade Santa Fé diretamente para a sala de exame que para sua surpresa, meu trabalho de parto já estava adiantado e com 9cm de dilatação, ele pediu para que eu ficasse na sala de pré-parto enquanto ele desceu com minha tia para fazer a internação e se trocar para fazer o parto. Na sala de pré-parto fiquei no chuveiro, minha bolsa estourou e dei início ao processo expulsivo imediatamente, quando meu médico voltou todo paramentado lhe informei o andamento, fomos transferidos imediatamente para a sala de parto onde a cadeira de cócoras foi levada, chegando lá foi o tempo de passar para a cadeira de cócoras e meu filho nascer, o Dr. Marco Aurélio não teve tempo nem de por a luva, o Ian foi mais rápido.

Aí foi só alegria não fiz analgesia, nem episiotomia, o Ian ficou no meu colo desde o nascimento por 1h, na sala de parto estava somente a enfermeira e o meu médico, minha tia chegou da internação e o Ian já havia nascido, minha doula Isabel chegou e também ele já havia nascido, ela me confortou no momento seguinte ao parto me auxiliando e me orientando. Os procedimentos com o Ian também foram exatamente como eu gostaria, sem intervenções desnecessárias.

Foi tudo tão rápido e intenso que fiquei abobalhada, a sensação de dar a luz e sentir meu filho nos braços pela primeira vez é indescritível, a cada dia fico mais apaixonada pelo Ian, por suas carinhas lindas, seu choro, seu soluço e seu olhar de imenso amor. Ele é muito fofo e amado,

Nada como ter um parto natural, a recuperação é muito rápida e a disposição imediata.

Amanhã o Ian completa 1 semana de vida!

Fico em Belo Horizonte até quarta-feira 09/11 e na quinta-feira 10/11 volto e dou início a minha nova vida em Carmo do Rio Claro, até lá!

Obrigada a todos que me apoiaram e me acompanharam nesta jornada!

Tia Cleise e família obrigada pela disponibilidade e pelo acolhimento que estou recebendo na sua casa!

Papai e Mamãe pelo apoio, amor e ajuda nesta fase da minha vida!

Beijos e saudades de todos!

Para saber mais acesse:

www.nucleobemnascer.com.br

www.bemnascer.org.br

www.yogabemnascer.blogspot.com

www.inhotim.org.br

www.sofiafeldman.org.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário